img
Imagem de autor

Clínica Veterinária Santa Luzia

06/10/2020

​Como manter os animais de estimação protegidos contra o Covid-19

Durante estes tempos sem precedentes, novas frases têm surgido diariamente. Distanciamento social." “Novo vírus.” “Caso suspeito vs. caso positivo.” “Quarentena.” Mas, embora a nossa gramática possa estar a mudar, uma coisa continua a mesma - o quanto amamos os nossos animais de estimação e o quanto eles nos amam. E quando estamos com medo ou ansiosos, nada melhor do que estar perto de seu animal de estimação.

Mas se estivermos doentes, poderíamos realmente colocar os nossos animais de estimação em perigo?

Foi relatado que um número muito pequeno de animais foi infectado com o novo coronavírus após contato próximo com pessoas que tiveram COVID-19. No entanto, ainda NÃO se acredita que animais de estimação possam passar COVID_19 para as pessoas.

Quais são os sintomas doCORONAVÍRUS (COVID-19) em gatos e cães?

Em abril deste ano, dois gatos de famílias diferentes nos Estados Unidos testaram positivo para COVID-19. Acredita-se que ambos tenham contraído o vírus por meio do contato com pessoas infectadas. Os gatos tiveram sinais respiratórios leves e tiveram uma recuperação completa, apesar da suscetibilidade felina aos coronavírus.

Ainda nos Estados Unidos, relativamente a casos com teste positivo, depois de ser exposto a três membros da família positivos, relatou-se engasgos, tosse leve e inapetência, durante alguns dias, com recuperação total. Dois cães em Hong Kong também testaram positivo para o vírus, mas não mostraram nenhum sinal de doença. Ambos tiveram contato com indivíduos COVID-19 positivos.

Existe uma vacina para o novo coronavírus em gatos e cães?

Atualmente não há vacinas COVID-19 disponíveis para humanos ou animais.

Os cães e gatos podem ser testados para coronavírus (COVID-19)?

Idexx Laboratories, líder global em software e diagnóstico veterinário, anunciou a disponibilidade do Teste Real PCR Idexx SARS-CoV-2 para animais de estimação. Este teste já está disponível para veterinários nos Estados Unidos e esta a ser implementado também em todo o mundo.

Os veterinários podem solicitar o teste após consultar uma autoridade de saúde pública (DGAV), se três critérios forem cumpridos:

O animal reside com um humano que tem COVID-19 ou cujo teste foi positivo para o vírus.

O animal já foi testado para infecções mais comuns, que um veterinário descartou.

O animal de estimação (especialmente gatos e furões) apresenta sinais clínicos associados ao COVID-19.

Como manter o seu animal de estimação seguro se tiver covid-19?

Se tem COVID-19 ativamente, ou suspeita que tenha, restrinja o contato com os seus animais de estimação e outros animais. Quando for possível, peça a outro membro de sua família para cuidar de seus animais de estimação enquanto estiver doente.

Evite o contato direto com os seus animais de estimação, incluindo compartilhar comida, aconchegar / acariciar e beijar. Se for o único responsável pelos seus animais de estimação, lave as mãos antes e depois do contato e use uma máscara facial conforme recomendado pelo seu médico.

O meu animal de estimação ficará infetado com COVID-19 no Consultório Veterinário.

As clinicas veterinárias estão fazendo tudo o que podem para manterem-se a si próprios, os seus clientes e pacientes seguros e saudáveis. Muitas trabalham por consulta marcada e estão reduzindo o número de consultas de bem-estar e procedimentos eletivos, bem como reduzindo o número de horas da equipa.

A maioria não permite que os clientes entrem no consultório e, em vez disso, um membro da equipa traz o seu animal de estimação enquanto usa EPI. Alguns estão oferecendo consultas virtuais para uma clientela estabelecida.

Se o seu animal de estimação precisar ser examinado por um veterinário, ligue com antecedência para saber os procedimentos que possui e SEMPRE siga o protocolo. Os veterinários foram considerados essenciais durante esses tempos difíceis, mas eles querem mante-lo a si, aos seus animais de estimação e a si próprios seguros. Isso só pode ser feito se todos seguirem as regras.

Quando regressar da clinica veterinária, ou mesmo após uma caminhada ao redor do quarteirão, considere dar uma rápida limpeza nas patas para evitar a contaminação de qualquer agente patogénico. Uma solução simples de água e sabão resolverá o problema.

E a segurança no passeio? Devo continuar a passear o meu cão normalmente?

Recomenda-se evitar locais onde muitos cães e pessoas se reúnam, como parques para cães, neste momento. Passear com o cachorro com uma coleira de no máximo 1,80 m para mantê-lo por perto e evitar o contato de outros cães e pessoas pelo caminho.

Pode tentar-se a acariciar cães de estimação que enfiam o nariz através de uma cerca para cumprimentá-lo. Lembre-se, porém, que as pessoas têm a possibilidade de transmitir o COVID-19 para os animais de estimação de outras pessoas, e nem todos mostram os sintomas da doença de imediato ou de todo. Portanto, mantenha uma boa distância e não tente acariciar cães (ou gatos!) Da vizinhança.

Ao mesmo tempo, se deixar seu cachorro entrar num parque, ele deve ser supervisionado e, especialmente, evitar o contato com vizinhos através da cerca.

O meu cachorro deve usar uma máscara facial?

Não há evidências de que as máscaras feitas para animais de estimação sejam eficazes na prevenção de doenças transmitidas por gotículas de fluidos corporais. Em vez disso, as máscaras podem fazer com que os seus animais de estimação tenham ansiedade ou problemas respiratórios.

Para proteger seu animal de estimação de doenças respiratórias, considere a vacinação de seu animal de estimação contra Bordetella, Parainfluenza e Influenza canina - as doenças respiratórias evitáveis mais comuns

E os gatos? Quais as percauções para manter os gatos seguros?

Os gatos parecem ser suscetíveis ao COVID-19, pois gatos domésticos e vários tigres deram positivo. Todos estes gatos foram expostos a humanos com resultado positivo para COVID-19. A suscetibilidade é, todavia, aparentemente baixa.

Não se acredita que os gatos possam transmitir o COVID-19 às pessoas. Os tutores de gatos devem continuar a estar atentos com a evolução do conhecimento da doença, mas não há razão para parar de interagir com os seus gatos, especialmente se também for saudável.

Se estiver doente com COVID-19 (ou apresentar sintomas), peça a outra pessoa para cuidar do seu animal de estimação, se possível, lave bem as mãos antes e depois do contato e use uma máscara quando estiver perto do gato.

DEVO MANTER MEU GATO INTERNO / EXTERNO DENTRO DE CASA?

Neste momento, é recomendado manter cães e gatos longe das pessoas fora do seu agregado familiar (exceto as visitas veterinárias necessárias onde as devidas precauções são tomadas). Isso significa manter os gatos dentro de casa também.

FIQUE SEGURO QUE O SEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO TAMBÉM FICARÁ

Posts Relacionados

img
Imagem de autor

Clínica Veterinária de santa Luzia

26/03/2021

Como manter os dentes dos seus animais de estimação saudáveis?

OS DENTES DOS NOSSOS ANIMAIS - QUANDO SE TRATA DE MANTER NOSSOS CÃES SAUDÁVEIS, MUITOS TUTORES IGNORAM A IMPORTÂNCIA DA HIGIENE ...

img
Imagem de autor

Clinica Veterinária Santa Luzia

19/08/2020

Como proteger o meu cão contra a mordedura de carraças?

Existem quatro maneiras de proteger o seu cão contra as mordeduras de carraças. A primeira é, logicamente, a opção de tratamento ...

img
Imagem de autor

Clínica Veterinária Santa Luzia

03/07/2020

Como treinar o seu gato?

Vamos hoje dar alguns conselhos sobre como trabalhar e educar o nosso gato e tentar impedir os maus ...

img
Imagem de autor

Clínica Veterinária Santa Luzia

18/06/2020

Cuidados com o pelo do seu cão

Num mundo perfeito, o pelo do seu cachorro sempre seria sedoso, brilhante, limpo e fresco, e não baço - demais. Mas os nossos amigos ...

img
Imagem de autor

Clinica Veterinaria Santa Luzia

09/06/2020

​LEISHMANIOSE: QUAL É A ETIOLOGIA (CAUSA), A DISTRIBUIÇÃO E COMO SE TRANSMITE

As infecções por Leishmania canina são devidas a uma espécie de um parasita amplamente distribuída, ...

img
Imagem de autor

Clínica Veterinária Santa Luzia

01/06/2020

​SURGIU UM SURTO DE CARRAÇAS EM LISBOA. PODEREMOS TAMBÉM TER EM GUIMARÃES. QUAL O PROBLEMA?

Os cães são muito suscetíveis a picadas de carraças e logicamente a doenças por elas transmitidas. Não estão disponíveis vacinas ...

img
Imagem de autor

Dra. Sabina Rodrigues - Médica Veterinária

19/02/2020

​Raiva: O que é, como se transmite, e como a evitar?

raiva é uma doença viral que afeta diversos mamíferos, e que é muito perigosa para os seus portadores. E, apesar do sucesso na ...

img
Imagem de autor

Clínica Veterinária Santa Luzia

03/01/2020

Alimentos que nunca pode dar ao seu cão

Muitas vezes aparecem cães doentes nas nossas clínicas porque comeram algo que não deviam. E se, por um lado, acidentes acontecem, ...